bacana

Busca:
A+
A-

Saiba como é calculada a energia que você consome



Você sabe como é calculada a energia consumida na sua casa? Quais são as taxas e impostos que você paga e de onde vêm os custos? Aqui estão alguns pontos essenciais para você entender melhor como funciona o cálculo da sua conta de energia. Confira:

Preço x Tarifa

É preciso estabelecer a diferença entre preço e tarifa, geralmente confundidos. Tarifa é o valor a ser cobrado pela prestação dos serviços de geração, transmissão e distribuição de energia. Já o preço é a composição da tarifa com os impostos. O preço final é igual à tarifa somada aos impostos (ICMS e PIS/COFINS).

Dito isso, qual é, então, o valor da energia?

O valor varia conforme a região do país. Em Pernambuco, a tarifa de energia definida pela Aneel em kWh custa R$ 0,39. Nesse valor não entram tributos como ICMS, PIS e COFINS. O PIS e COFINS variam mensalmente fazendo o valor do preço final variar.

Quando adicionado o valor dos impostos, a tarifa final residencial em Pernambuco fica cerca de R$ 0,56, exceto em alguns casos de faixa de baixa renda. O que você paga é a energia consumida em kWh (quilowatt-hora) multiplicada pela tarifa vigente na sua região, no caso R$ 0,56.

Como é calculado o consumo mensal de energia da sua casa?

Todo mês é feita a leitura do medidor de energia da sua casa para saber qual o consumo em kWh. O consumo mensal é calculado pela diferença entre a leitura do mês atual e a leitura do mês anterior. O consumo do mês é listado no campo “Demonstrativo de Consumo desta Nota Fiscal”, na sua conta de energia.

E como é calculado o valor cobrado na conta mensal de energia?

O valor cobrado pelo consumo mensal é calculado multiplicando o valor do consumo no mês pelo valor da tarifa de energia com impostos. O total de impostos cobrado é listado no final da conta no campo “Informações de Tributos”, nos itens ICMS/PIS/COFINS.

O valor do consumo é calculado somando as potências de todos os equipamentos em kW pela quantidade de horas por dia que utilizamos durante o período de leitura da concessionária, que varia de 27 a 33 dias.

Veja um exemplo: vamos supor que o consumo de energia da sua residência, em determinado mês, foi de 200kWh. Esse valor será multiplicado por R$ 0,56, tarifa final residencial em Pernambuco.

Portanto, o valor de consumo cobrado na sua conta de luz será de R$ 113,87 (200 kWh x  R$ 0,56 kWh).

Quem fica com o quê?

Dissecando, por exemplo, uma conta de R$ 126,17, podemos entender qual o valor que fica com a distribuidora de energia e qual valor vai para o governo. Veja:

R$ 126,17

R$ 21,02 - Celpe (distribuidora)
R$ 12,51 - Iluminação pública
R$ 48,00 - Geração + bandeira
R$ 2,26 - Transmissão
R$ 42,38 - Tributo + encargos

Bandeiras tarifárias

É importante lembrar que, no valor final da sua conta de luz, também está incluída o valor da bandeira tarifária, sistema que entrou em vigor em 2015. As bandeiras são das cores verde, amarela e vermelha e indicam se as condições de geração de energia naquele mês são favoráveis ou desfavoráveis. Também entra na conta de luz o valor de contribuição para iluminação pública, que é repassado diretamente para a prefeitura de cada cidade.

Fonte: G1